sexta-feira, 30 de julho de 2010

Daquela “poesia”.

Pintura:Marc chagall

Tenho vivido no fio da navalha,

Na saudade floral

Cálice, vinho...

Símbolos específicos daquela “poesia”.

Chamarei de doce uva rosada.

Raiou a loucura

Tanto desejo... me Consome

Meu espírito confinado saboreando a tua face,

Amor, insanidade, prazer...

Enxerguei seus olhos ao fundo, flores da liberdade.

A liberdade dos desejos.

Senhores Deuses,

Seres supremos...

As recordações devoram-me,

Os desejos a esse passado-presente

Estão emaranhado, enleados...a esse pequeno ser.

Já não sei quanto mais poderei suportar de saudade.

Forças divinas, o aroma... dessa dádiva reluzente, vive aqui

No mais intimo desse ser pensante

Dá-se livre curso ao meu dia,

Provoca calafrio...

Seres metafísicos.

Transcende as maravilhas que esse desenho-pintura produz para mim.

Os versos serão infinitos para descrever a tua cativante beleza...

Mas deixarei que o Senhor do tempo diga por mim.


[Hans Muller]

6 comentários:

  1. Não sei oq vc "tomou",
    mas muito bom, gostei!
    Inspirador.. uashaushauh'

    laços!!

    ResponderExcluir
  2. tomei a embriaguez do amor.
    uhasuhasuh
    laços

    ResponderExcluir
  3. Lindo poema, muito profundoooo. Gostei

    ResponderExcluir
  4. obrigado.
    Lorac sasiahusauhsa
    abraços

    ResponderExcluir
  5. MUITO LEGAL. UMA ODE À PAIXÃO. NÃO AO AMOR. MAS À PAIXÃO. COMO O NOME DIZ- PRA O CHÃO- rrrss. UMA FORÇA QUE NOS DERRUBA MAS AO MESMO TEMPO NOS FORÇA A LEVANTAR. A FORÇA DA PAIXÃO-
    A PAIXÃO É UM DESVIO QUE DEVEMOS EXPERIMENTAR, VIVENCIAR E APRENDER A RETORNAR AO CAMINHO.
    TEMOS UMA INTERESSANTE PARÁBOLA EM LUCAS- UM MÉDICO GREGO QUE ESTUDOU EM ALEXANDRIA, E FOI BUSCAR CONHECER UM DEUS DESCONHECIDO DE QUE ELE OUVIU FALAR NO EGITO. FUI PRA JERUSALEM E LÁ ENCONTROU PESSOAS QUE O FIZERAM CONVERTER-SE NA LUZ, NA PAZ E NO AMOR. - TORNOU-SE UM EVANGELISTA. TEVE COMO MESTRES OS APOSTOLOS E PRINCIPALMENTE PAULO- O LEÃO DE DEUS, QUE JÁ TINHA SE CONVERTIDO ANTES, EM DAMASCO. LUCAS ESCREVEU ENTÃO- ATOS DOS APOSTOLOS. E O TERCEIRO EVANGELHO.
    GOSTEI HANS.

    ResponderExcluir
  6. As recordações devoram-me,
    BELO, ISSO.
    MAS NÃO SÃO AS RECORDAÇÕES QUE DEVORAM, SÃO AS LEMBRANÇAS. AS RECORDAÇÕES LIBERTAM SIM, AS RECORDAÇÕES NOS ETERNIZAM.

    ResponderExcluir